ler mais...
06 Dezembro 2009

O Que Se Passou Foi Isto, que a RTP1 estreou na noite da última quarta-feira, não funciona. A realização resulta (Jorge Paixão da Costa filma bem), mas a direcção de actores é medíocre, inviabilizando qualquer veleidade quanto à reedição do ritmo clássico de uma sitcom. Algumas das imitações de Luís Franco-Bastos são excelentes (todas menos a de Paulo Bento, que Ricardo Araújo Pereira faz melhor), mas a caracterização é banal. E, sobretudo, os textos são fracos. Muito fracos mesmo.

A Produções Fictícias foi (e é), provavelmente, o fenómeno mais relevante do humor nacional desde o surgimento da dupla António Silva/Vasco Santana. Dela saiu o Contra-Informação, o Herman Enciclopédia, os Gato Fedorento e tantos outros programas e projectos que, além de porem o país a rir, o puseram a pensar, a cultivar manias, a mimetizar personagens, a repetir aforismos – no fundo, a ganhar ironia e assertividade. A avaliar pelo primeiro O Que Se Passou Foi Isto, este será um dos menos fulgurantes dos seus projectos de grande exposição – e, a não ser que sofra alterações significativas, dificilmente durará mais do que uma série.
O formato tem potencial. A auto-ironia do genérico funciona. Carla Salgueiro continua bonita. Manuel Marques como que já faz parte da família. E, no entanto, é claro que o projecto julgava poder sobreviver sobretudo à base de Franco-Bastos. Ora, Franco-Bastos tem graça na imitação, mas pouco carisma quando descaracterizado. E, manifestamente, não chega.

CRÍTICA DE TV ("Crónica TV"). Diário de Notícias, 6 de Dezembro de 2009

publicado por JN às 11:22

pesquisar neste blog
 
joel neto

Joel Neto nasceu em Angra do Heroísmo, em 1974. Publicou “O Terceiro Servo” (romance, 2000), "O Citroën Que Escrevia Novelas Mexicanas” (contos, 2002), “Al-Jazeera, Meu Amor” (crónicas, 2003) e “José Mourinho, O Vencedor” (biografia, 2004). Está traduzido em Inglaterra e na Polónia, editado no Brasil e representado em antologias em Espanha, Itália e Brasil, para além de Portugal. Jornalista, tem trabalhado... (saber mais)
nas redes sociais

livros

"O Terceiro Servo",
ROMANCE,
Editorial Presença,
2000
saber mais...


"O Citroën Que Escrevia
Novelas Mexicanas",
CONTOS,
Editorial Presença,
2002
saber mais...


"Al-Jazeera, Meu Amor",
CRÓNICAS,
Editorial Prefácio
2003
saber mais...


"José Mourinho, O Vencedor",
BIOGRAFIA,
Publicaçõets Dom Quixote,
2004
saber mais...


"Todos Nascemos Benfiquistas
(Mas Depois Alguns Crescem)",
CRÓNICAS,
Esfera dos Livros,
2007
saber mais...


"Crónica de Ouro
do Futebol Português",
OBRA COLECTIVA,
Círculo de Leitores,
2008
saber mais...

arquivos
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D